Postagens

Eu sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grata.

Imagem
Ho'oponopono
E se nós todos fôssemos de fato conectados uns aos outros? E se nossos subconscientes interferissem realmente no subconsciente do outro? E aí vai mais uma ideia bombástica: e se nós formos 100% responsáveis por tudo aquilo que acontece em nossas vidas, inclusive por aquilo que achamos não ter o controle?
Onde exatamente estas três perguntas essenciais convergem? E como? 
Vamos supor que as respostas para elas seja SIM. Sim, somos todos um. Por isso SIM, nossos subconscientes afetam os subconscientes do próximo e SIM,  somos absolutamente responsáveis por tudo o que acontece de bom e de ruim em nossas vidas. 
Se isso tudo for verdade, significaria que se estamos doentes de alguma forma, nós podemos nos curar. Significaria dizer que, além de nós mesmos, nós podemos curar o outro curando a nós mesmos, pois somos todos um. Uma corrente humana formada por mais de 7 bilhões de almas conectadas, capazes de emitir um som uníssono se assim quiséssemos, com o pensamento. Capazes de…

Certos amores têm fim sem adeus

Imagem
Perder alguém é sempre algo muito difícil, mas acredito que a pior perda é aquela que a gente não pode sequer se despedir. Sem olhar nos olhos, sabe? O olhar de alguém que a gente tanto amou diz muita coisa sobre aquele momento final. 
É como se faltasse um final e você ficasse esperando a continuação pra aquele filme. A dor da perda é imensa, isso é inegável, mas ela vem com um plus quando não existe a chance de você dizer adeus, seja por morte ou por um relacionamento que ruiu pelas intempéries da vida. 
É aí que chega a sua vez de elaborar o seu luto, a sua perda. Você vai precisar de muita resiliência pra entender que não haverá closurepara aquele fim. Você não vai poder gritar com aquele ser humano e dizer o quanto você, apesar de estar muito puta, sente saudades. Vai ser impossível você chorar no ombro dele e agradecer por todos os bons momentos que passaram juntos. Você vai ter que se perdoar por não ter previsto que a insensatez alheia não tem limites e que, ao contrário do que …

Não se esqueça de sorrir

Imagem
Eu sei que tem dias que você está com vontade de chorar. Bate aquela tristeza, né? De repente, do nada, você está dirigindo e se sente só. Simples assim. Ou sente saudades. Ou recorda de uma lembrança muito muito triste. Então, chore.
Eu sei que há ocasiões que a solidão te visita de quando em vez. Dá aquela sensação de desamparo. Como se, em meio a 7 bilhões de seres humanos, ninguém mais te entendesse ou se importasse com você. Simplesmente chore. 
A gente sabe que quando se perde um grande amor é um luto. É uma perda imensa e o seu coração, às vezes, parece que não vai aguentar. Não é? Mas ele vai. Ele já suportou muita coisa até aqui e é mais forte do que você pensa. Mas no fundo você também sabe disso. Apenas chore. 
A vida é foda. Ninguém jamais disse que seria fácil. Mais foda ainda é você tentar se encaixar no papel que o social acha que você tem que desempenhar. Mulher, profissional, namorada, esposa, mãe, descolada, feliz, aquela-que-dá-conta-de-tudo, boa filha, amiga atenciosa…

Smile like you mean it

Imagem
Ela só queria saber quando voltaria a sorrir. Quando voltaria a dar aquela gargalhada solta, espontânea. Sabe? Daquelas que a gente chora e a barriga dói. Olhava para si mesma e achava-se bela, mas calejada. Cansada. As olheiras indicavam que havia dias não dormia bem. Somente ela sabia o quanto lhe custavam as noites em claro. As roupas largas denotavam que também não estava comendo como deveria. 
Naqueles dias olhava a vida sem muito interesse e daria qualquer coisa pra poder ficar em silêncio, debaixo das suas cobertas. Estava triste, é claro. A vida, uma vez mais, lhe pedia plasticidade e o rigor do luto tornava seu semblante austero. 

Mas aí ela parou pra respirar. Não foi simples. Foi, inclusive, muito doloroso. Lágrimas quentes rolavam encharcando-lhe o rosto enquanto inspirava e expirava. Sua mente incansável rendia-se à poderosa e única ferramenta que está sempre no Agora: a respiração. 

Era como um filme passando em sua mente: viu-se ainda menina, levando uma bronca de seu pai …

Está tudo bem se você chorar

Hoje eu acordei me sentindo triste. Assim que abri os olhos me veio à mente a lembrança da perda. O luto. Bateu aquela opressão no peito, sabe? Aquele aperto? Fechei os olhos e senti uma solidão imensa. Ainda deitada, busquei o Agora. Mas, o que fazer se o Agora é triste?
Aceite. Não lute com a sua dor. Ela está lá, ela existe, é real. Não é coisa da sua cabeça. Você se apaixonou, vivenciou um amor intenso e imenso, mas seu relacionamento acabou. Ninguém espera que você supere isso de um dia pro outro. Viva o luto. As suas lágrimas são apenas um sinal de que você é alguém conectada com a sua própria essência. Não há vergonha em chorar. 
Existe um sutra indiano que diz: o Agora é inevitável. Em outras palavras: é o que tem pra hoje. O luto é inevitável. Vou sentir a falta dele até o dia em que não sentirei mais. A cada hora do dia vou me lembrar de como fazíamos as coisas juntos, até o dia em que passarei a lembrar de outras coisas e pessoas. 
Mas, por enquanto, é preciso ter paciência co…

A million reasons to stay

Imagem
Tinha tudo pra não dar certo. Ela era de capricórnio, ele de áries. Ela: tranquila, centrada e planejada. Colecionava roteiros de viagens, era cosmopolita. Alguns achavam que ela era culta. Curtia drinks com amigos e noites tranquilas tendo livros como companhia. Mal sabia ela que ele a estava procurando

Ele: boêmio, fumante e explosivo. Ariano esquentadinho, paraibano cabra macho, sim senhor. Gabava-se de ter um "coração de gelo". Perdera a conta das noites que passara em claro na sinuca e nas rodas de pocker.  Parceiro fiel de bares e aventuras noite a dentro, as farras sempre terminavam em sua casa. Mal sabia ele que, havia muitos anos, ela o esperava

E teve gente descrente. Céticos que teimaram em dizer: "Isso não vai dar certo"; que eles não combinavam um com o outro. Surdo a todo e qualquer tipo de argumento, ele a seguiu. Insistiu, engoliu o orgulho ariano e tirou o colete a prova de afeto. Derrubou os muros que havia construído para que ninguém o enxergas…

Atraversiamo

Eu queria poder mostrar a você como eu me sinto quando estamos juntos. Queria que você entrasse na minha cabeça para poder compreender o que significa ter você dentro do meu coração cansado. Queria que as palavras pudessem expressar, com exatidão, o que significa, para mim, amar você. 

Mas o máximo que posso fazer são comparações. É como estar de terno e gravata, em um dia escaldante de verão, no meio da selva de pedra, e sentir a brisa fresca do mar no rosto; É como estar inebriada com um perfume que traz as melhores lembranças da sua vida; Estar apaixonada por você, para mim, é como ficar encantada pelo fogo e sentir-se aquecida por ele, em uma noite gelada de inverno. 

É como ver uma luz no fim do túnel. É como matar a sede depois de uma jornada longuíssima. Amar você é sentir resplandescer internamente tudo aquilo que guardei no peito, com medo de sofrer novamente. É sentir o coração se iluminar e transbordar com tanto amor.

Amar você é entender que tudo o que passei, todas as coisas…